Concurso Boate Kiss - Jardim do Vazio

Jardim do vazio é uma homenagem aos 242 jovens que perderam suas vidas e aos 680 feridos na tragédia da Boate Kiss. Representa o VAZIO da ausência, o VAZIO da impotência, o VAZIO da convivência, o VAZIO da evidência das marcas físicas e psicológicas. Ao redor desse VAZIO, o projeto desenha um caminho circular que simboliza a transformação da dor em positividade, o qual foi dividido em três etapas e uma nova missão. 

ANTES / Uma vasta área verde de 590 m2 ocupa a cobertura da edificação, um espaço luminoso de alegria e contemplação, que também pode ser desfrutado em manifestações sociais, orações e piqueniques. Um verdadeiro presente para a cidade que representa a vida que existia antes da tragédia.

 

DURANTE / Rompendo a linearidade deste jardim contemplativo, surge uma claraboia circular, um grande buraco chamado 27 de janeiro, que representa a drástica mudança que esse dia representou na vida da cidade. A claraboia consiste em um piso de vidro apoiado em uma estrutura metálica com 922 perfurações de diferentes tamanhos, os VAZIOS, que o “buraco” 27 de janeiro deixou.

 

DEPOIS / Ao lado da claraboia, delineia-se uma rampa acessível que segue pelo interior do edifício e conecta todos os andares e espaços do mesmo. Esta rampa é uma referência à trajetória que as vítimas e seus familiares percorrem depois do “27 de janeiro”: um caminho longo em forma de espiral, em alusão ao turbilhão de angústias que enfrentam. Ao percorrer a rampa, inevitavelmente, seus olhos contemplarão os fachos de luzes formados pelos VAZIOS da claraboia,que simbolizam as luzes das vítimas que sempre nos iluminarão. Uma transição entre o vazio e a positividade, a necessidade de continuar a caminhada respeitando-se os legados e ensinamentos do passado.

 

A NOVA MISSÃO / A rampa converge para um espaço circular que será palco de exposições e, principalmente, dará lugar a um espaço de promoção de conscientização popular e válvula propulsora da cidadania, que poderá evitar a repetição de dolorosas histórias como a da Boate Kiss.
 

"A MÚSICA PREENCHE O SILÊNCIO, A ÁGUA ENCHE O COPO. A LUZ PASSA PELA JANELA, MAS, O VAZIO PERMANECE QUANDO A MÚSICA ACABA, QUANDO A ÁGUA SECA, QUANDO A NOITE CHEGA!"

Equipe Técnica: Ari Tomaz, Bruno Magno, Jamile Tuma, Luis André Guedes e Pablo do Vale. 

Mais

a R Q U I T e T U R a  S I G N   C O N C I T O

© 2018    LIVRE ARQUITETURA